quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Primeiro beijo


Primeiro beijo


Não sei como abrir os olhos.
E por que deveria?
Se o melhor que vivi
Nestes meus
Treze anos de existência
Deu-se no breu
Do céu
Da sua boca.

Não sei como te olhar
Depois que a mágica acabar
E por que acabaria?
Se me encanta o feitiço
Que me seduziu.
Fui lançada a boca do sapo
Que bom!
Virou príncipe.

Divago enquanto te beijo.
Divago enquanto espero
Seus olhos beijarem os meus.



Adriana Kairos

12 comentários:

ialmar pio disse...

Olá, Adriana ! Tudo bem? Assim almejo. Muito lindo seu poema e nos traz à lembrança doces momentos vividos. Abraço, Ialmar Pio

veja meus blogs no Google = busque por ialmar pio

ok? deixe um comentário neles, se quiser e puder. Ok?

Anônimo disse...

Boa tarde - parabéns pelo lindo poema.

Leandro Fonseca disse...

me lembrou do meu primeiro beijo... rsrsrsrs

Iara Erminia disse...

Lindo Adriana.. como os demais tb lembrei do meu primeiro beijo.. aquela época em sentíamos um friozinho na barriga e ficávamos com as mãos geladas.. rs

bjuu grande!!

Rafaela Dutra disse...

[...] Deu-se no breu... Do céu da sua boca.


Ai que lindo isso!
Perfeito Adri. Fez-me lembrar da minha adolescência... rs! Bem desses 13 anos... rs!
bjão lindona!

Selma Araújo disse...

Que fofo!
Que pureza!
Mandou muito bem!!rs

Beijos!!!

Robson Clério disse...

Adriana, tudo bem?

Gosto do poema, tem originalidade.

Sucesso.

Abraço!

JJ disse...

Minha querida, " o breu do céu da sua boca" é uma imagem belíssima.
O poema é muito bom, só não gosto de uma coisa, se me permites, o uso do pronome .Penso que ficaria mais forte, mais direto com o tu,tua,teu...
Te amo.
JJ

Marcelo :. disse...

Mais uma vez você foi magnífica demonstrando toda pureza de seu coração, traduziu seu sentimento com inocência e docura.
Muito lindo seu poema!

Leitura para todos disse...

Olá!
Tudo bem? adorei seu blog , seja bem vinda no meu também !
adorei o poema , lindissimo!
bjosss

Renata de Aragão Lopes disse...

Que MARAVILHOSA
a primeira estrofe...

"Se o melhor que vivi
Nestes meus
Treze anos de existência
Deu-se no breu
Do céu
Da sua boca."

Convido você a conhecer minha confeitaria:
http://docedelira.blogspot.com/

Um beijo.

Rosiane Chaves disse...

Uma palavra para o poema???

Perfeição.

T adoro Dri!!!

Sucesso sempre!

"Às vezes, tenho a impressão de que escrevo por simples curiosidade intensa. É que ao escrever, eu me dou as mais inesperadas surpresas. É na hora de escrever que muitas vezes fico consciente de coisas, das quais, sendo inconscientes, eu antes não sabia que sabia."

Clarice Lispector